Quem atirou o pau no gato? Teatro Infantil em BC!

1512574_1002938276389490_8790645401325996156_n

Para comemorar o Dia das Crianças, o Teatro Municipal de BC traz duas sessões especiais da peça “Quem atirou o pau no gato” que  foi criada a partir de brincadeiras e cantigas de roda, pelo autor Fábio Aurélio Castilho. Fábio escreveu este texto fazendo um resgate cultural de cantigas de roda e personagens do folclore brasileiro, e ao mesmo tempo buscando trazer mensagens muito importantes para o mundo atual; como o respeito e o cuidado com a  natureza e os animais. Ou seja, além das crianças, os papais também irão se divertir relembrando brincadeiras da sua infância.

O destaque da peça vai para o cenário e figurinos, todos feitos com materiais reutilizados, à concepção dos mesmos é do produtor Deyvid Kevitz. Os figurinos são peças adquiridas em brechós e customizadas com plásticos, lonas de quarda-chuvas, tampinhas e diversos outros materiais. Já o cenário é confeccionado com restos de tecidos e garrafas pet, além de contar com belas peças feitas em pneu feitos pelos parceiros da peça, o Projeto Eco Cidadão.

Esta concepção diferente de cenário figurino é uma maneira de colocar em prática a mensagem socioambiental que o grupo quer passar.
Nesta apresentação de estreia terá a participação especial das crianças do projeto Reciclando com Cultura, que farão um som muito especial com instrumentos feitos de materiais reutilizados. 

Uma peça bem colorida, lúdica e dinâmica, que surge de um livro e traz personagens como a Dina Chica, o Capitão, o Curupira, a Bruxa, o Saci… Enfim, são doze personagens que interagem entre si e trazem uma importante mensagem. Tudo feito com muita leveza e tranquilidade. A idéia é uma grande brincadeira que traz em si uma simbologia e uma mensagem muito especial.

10676302_10152715312079876_664014129580521326_n

Tome nota: a peça acontece amanhã 04/10 no Teatro Municipal de BC às 16h30 e o melhor É Grátis!

No Reuse Ideias você encontra de tudo que pode ser reusado, repensado e reciclado: ideias, pensamentos, moda, gastronomia, design, música, arte, atitude e muito mais. Tudo que já foi e pode ser novo de novo, porque o que vale é se reinventar.