Sustentabilidade virando… MODA!

emma 2

Não é de hoje que a moda flerta com soluções mais sustentáveis para suas criações. Uma das indústrias mais poluentes e, a menos que você seja naturista, sem a qual não se vive sem. Motivos para a moda se repensar vão além da poluição de seus processos, passam até pela escravidão que pensávamos há muito extinta. Diversas marcas famosas já foram pegas com fábricas clandestinas e milhares de subempregados em péssimas condições de trabalho. Hoje mais de 30 milhões de pessoas ainda são escravas e podemos seguramente afirmar que boa parte desse número pode ser atribuído à indústria da moda. Outra razão para o momento de questionamento é a fonte de matéria-prima. Produtos com origem animal passam a ser mal vistos e até mesmo desnecessários tendo em vista as alternativas já existentes e na maioria das ezes mais eficientes. Isso sem esquecer de mencionar o próprio consumismo desenfreado promovido pelas marcas e mídia que a cada estação ditam não sei quantas peças e acessórios que você “não pode viver sem”.

Na contramão, estamos por dentro de iniciativas que nos fazem  acreditar que temos uma nova consciência fashion emergindo das profundezes disso tudo e queremos compartilhar com você:

Emma Watson – musa Reuse

A atriz, a eterna Hermione de Harry Potter, declarou recentemente que em todas as suas próximas aparições usará roupas com apelo sustentável seja nos seus materiais ou por reuso. No baile do Met deste ano ela arrasou numa criação super estilosa da marca Calvin Klein com tecido feito de garrafas pet.

emma

Garimpo esperto

Não sei você, mas a gente adora um achado a preço de banana. Dá até um prazer em exibir a sua conquista por aí, dizendo pra todo mundo que pagou uma bagatela naquele brechó amigo de sempre. Mas não é só a gente, recentemente a atriz Olivia Wilde afirmou que graças às figurinistas da série-hit Vynil da HBO ela aprendeu a comprar em brechós e passou a se render aos garimpos.

wilde

A atriz inclusive chegou a dizer que “Deveríamos comprar coisas que já existem por aí ao invés de tentar produzir tudo em massa. Além disso, é muito mais legal comprar uma peça de roupa que tem uma história”. Sabe quem mais faz coro com ela? Angelina Jolie, Drew Barrymore e nas bandas de cá as brasucas Luana Piovani, Wanessa Camargo e Fernanda Lima.

Sustentabilidade na SP Fashion Week

Fora de sua marca própria desde o início do ano, Herchcovitch apresentou seu mais novo projeto na última semana de moda de São Paulo. Trata-se da marca À Lá Garçonne, em sociedade com seu marido Fábio Souza, que começou como um brechó, depois passou a ser uma loja de móveis vintage e agora lança uma coleção própria de roupas com tecidos resgatados de coleções passadas que estavam guardados e peças sem estação definida.

a la garçonne

Aplicativo pela liberdade

O app brasileiro Moda Livre avalia os principais grupos varejistas de moda em atividade no país, além das empresas em que a produção de roupa foi marcada por casos de trabalho escravo flagrados por fiscais do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e lista para você ficar por dentro. Assim, antes de comprar roupas novas você pode optar por marcas que estão de fora dessa lista e até mesmo saber se a sua grife favorita cumpre com todas as suas obrigações trabalhistas.

moda livre

Afinal, você tem o poder de escolha!

No Reuse Ideias você encontra de tudo que pode ser reusado, repensado e reciclado: ideias, pensamentos, moda, gastronomia, design, música, arte, atitude e muito mais. Tudo que já foi e pode ser novo de novo, porque o que vale é se reinventar.